skatosofia


Leave a comment

Skate é uma entidade que ninguém domina (negócio, vibração, energia, pilha, coisa maluca, música improvisada, espelho…)

“Skate é negócio, mas para permanecer sadio e rentável, precisa continuar sendo vibrante. O que o skate oferece, enquanto atividade física, arte e estilo de vida, quebra-cabeça incrível, é […] vibração. Skate vibra, e exatamente por isso gera energia. Skate é pilha, mexe com os nervos, coma percepção, faz par com a rua, tem trilha sonora própria. comunica, ilumina, tranca portas e joga fora as chaves. É coisa maluca que junta um monte de gente num só lugar, cada um em seu processo solitário, compartilhando tombos e acertos. Skate é música improvisada. Skate é espelho, diz quem você é sem que a pergunta seja feita. […] Trata-se de uma entidade que ninguém domina, afinal. Viva o asfalto acidentado da minha rua e da sua.” (Parteum 2016:91)

PARTEUM, Fábio L. 2016. Colunaum. Cemporcento Skate 198:90-1.


Leave a comment

picologia frente ao skate olímpico

“Acho que devemos seguir contando as histórias, dizer quem foi, quem fez e como era. Reforçar que o skate não tem regras, documentar e contar mais e mais histórias, falar dos picos clássicos do skate.” (Luiz Apelão, in: Prieto 2016:74)

PRIETO, Douglas. 2016. Leveza brutal: Luiz Apelão. Cemporcento Skate 198:72-81.